Alexa saiba os 5 mitos sobre a assistente virtual e os dispositivo Echo

Alexa: saiba os 5 mitos sobre a assistente virtual e os dispositivo Echo.


Confira algumas dúvidas comuns sobre o funcionamento da Alexa; Saiba se privacidade dos consumidores é protegida, até o gerenciamento de sua experiência.


Por Bárbara Ribeiro Publicado em 1 de fevereiro de 2023 | 12h51 - Atualizado em 1 de fevereiro de 2023 | 13h00.


A Alexa , assistente virtual desenvolvido pela Amazon , que auxilia na execução de tarefas diárias, como, por exemplo, como calendários, criação de rotinas, lembretes, até execução de playlists de música e reprodução de filmes em diferentes streamings. Além de outras funcionalidades para ajudar as pessoas a otimizar o tempo .


Quem conhece ou ouviu falar Alexa, acha que ela é apenas aquela “caixinha” de som da Amazon , porém ela é simplesmente uma assistente virtual . Já os alto-falantes ou alto-falantes são apenas alguns dos dispositivos da família ECHO com comando de voz.


Anunciada mundialmente em 2014, a assistente virtual Alexa chegou ao Brasil em outubro de 2022. Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a tecnologia de inteligência artificial .


Pensando nisso, nós de O TEMPO junto com a Amazon vamos esclarecer alguns mitos , ou seja, conceitos mal interpretados e informações equivocadas sobre o funcionamento da assistente virtual Alexa .


Alexa grava tudo o que eu falo o tempo todo?


Por padrão, o aplicativo Alexa e os dispositivos Echo com a assistente virtual são desenvolvidos para gravar áudio somente após a detecção da palavra de ativação escolhida , ou quando seu botão de ação for pressionado.


No caso da Alexa, ela é acionada apenas a partir do momento em que a palavra de ativação (as opções atuais são: “Alexa”, “Amazon” ou “Echo”) é dita por alguma pessoa presente no ambiente.


Além disso, os consumidores sempre terão como saber se Alexa está captando o que é dito. Os dispositivos Echo possuem alto-falantes inteligentes com um indicador que acende uma luz azul quando está gravando.


O mesmo vale para os aplicativos e demais dispositivos com Alexa - uma barra de luz azul aparece na parte inferior da tela do celular ou TV quando Alexa está captando e enviando para a nuvem os comandos solicitados.


“Os microfones podem ser desligados manualmente nos dispositivos Echo. Uma luz vermelha aparecerá quando os microfones estiverem desconectados e nenhum áudio será detectado pelo dispositivo”, conclui.


Não há como saber o que Alexa está gravando?


Os usuários dos dispositivos Echo podem revisar seus históricos de gravação pelo aplicativo Alexa ou online. Além disso, existem diversas opções para gerenciar suas gravações.


Quando o usuário conversa com a Alexa, a solicitação é enviada para a nuvem segura da Amazon para que a Inteligência Artificial (IA) possa responder a você do melhor jeito possível.


Para verificar o que a Alexa captou e enviou para a nuvem da Amazon por meio do aplicativo Alexa acesse:


Mais; Configurações; Privacidade de Alexa; Revisar Histórico de Voz, ou clique aqui .


Desta forma é possível ouvir o áudio que o dispositivo gravou e também gerenciar seu histórico de voz escolhendo a opção "excluir gravações específicas" — classificando por data, dispositivo ou perfil.


Além de gerenciar suas gravações de voz, use o aplicativo Alexa para controlar como seus dados são usados; gerenciar suas permissões de Skills; e ver o histórico dos comandos feitos e das ações efetuadas por Alexa.


As informações que eu compartilho com Alexa não são seguras e os hackers podem me espionar ou acessar dados por meio dos meus dispositivos?


“A criptografia de dados, revisões rigorosas de segurança, juntamente com atualizações automáticas e regulares para seus dispositivos habilitados para Alexa trabalham juntos para ajudar a garantir que os dispositivos e o sistema funcione com segurança máxima”, explica os representantes da Amazon.


“Além de projetar os dispositivos e serviços com a privacidade em mente, dedica uma significativa quantidade de horas e profissionais altamente qualificados para testar e manter a segurança dos dispositivos. Isso inclui definir e validar os requisitos de hardware, realizar revisões de segurança de aplicativos, fazer a varredura automatizada de segurança para identificar rapidamente vulnerabilidades e lançar atualizações; conduzir a realização de rigorosos testes de segurança e fazer a verificação contínua para garantir a autenticidade das atualizações de software da Amazon, o que significa que as atualizações são aprovadas e vêm diretamente da Amazon. A Amazon também trabalha alinhada com especialistas de segurança internos e externos para identificar e corrigir prontamente vulnerabilidades de segurança”, pontua.


A Amazon esclarece ainda que todos os dados transmitidos entre um dispositivo habilitado para Alexa e a nuvem são criptografados. Os dispositivos também recebem regularmente atualizações de segurança com as mais recentes proteções contra possíveis ameaças e vulnerabilidades, por até pelo menos quatro anos após a última data em que o dispositivo esteve disponível para compra no site da Amazon.


Os clientes não precisam fazer nada para atualizar seus dispositivos - isso acontece automaticamente quando estão conectados.


Qualquer pessoa pode usar o Drop In e espionar minha casa?


Por padrão, o Drop In está desativado. Além disso, caso o usuário tenha interesse em ativar o ativar o recurso, é necessário conceder permissões de Drop In aos seus contatos e gerenciar essas permissões a qualquer momento.


O Drop In é um recurso que torna mais fácil para familiares e amigos se comunicarem uns com os outros por meio de seus dispositivos habilitados com Alexa, não importa onde estejam. Contudo, para utilizá-lo os usuários precisam habilitar manualmente o recurso e conceder permissões explicitamente a contatos específicos em sua lista de contatos por meio do aplicativo Alexa.


A Amazon vende meus dados de Alexa?


“ A Amazon não comercializa dados pessoais . Os dados dos consumidores permitem que a Amazon aprimore a experiência de Alexa e personalize os recursos, como por exemplo fornecendo os lembretes e resumo de notícias corretos, auxiliando também que Alexa responda com precisão a perguntas sobre os assuntos que estão em alta no momento e reproduzindo músicas favoritas do Amazon Music nos dispositivos Echo”, explica.


“Somos cuidadosos em relação aos dados pessoais necessários para o funcionamento da Alexa, tendo sempre em mente nosso aviso de privacidade, que cobre as circunstâncias limitadas em que compartilhamos dados com terceiros. A Amazon não compartilha as informações pessoais de seus consumidores, incluindo os dados de Alexa”, conclui.


A Alexa vai acabar?


Segundo o porta-voz da Amazon, a Alexa não vai acabar . “Nós mantemos nosso compromisso com Echo e Alexa e continuaremos a investir nos dispositivos da linha com nossa inteligência artificial”, Dave Limp, vice-presidente sênior de Dispositivos e Serviços da Amazon.


Tópicos relacionados.


Alexa Alexa Amazon Alexa vai acabar? Alexa escuta? Dispositivos com Alexa O que é a Alexa?

Preços de ação em opções binárias

Opções binárias de ação de preço - estratégias avançadas para maximizar seus lucros Negociar opções binárias envolve uma série de elemento...