Forex entenda como funciona esse mercado e saiba se vale a pena

Forex: entenda como funciona esse mercado e saiba se vale a pena.


Forex é um mercado cambial onde se negocia initerruptamente moedas e ativos ligados ao câmbio. Saiba como o Forex funciona e quais são os seus riscos.


O mercado Forex não é tão popular no Brasil, mas assim que escutam falar sobre ele, muitos investidores ficam cheios de expectativa. Pois, a primeira impressão é de que se trata de uma forma fácil de ganhar dinheiro. Mas, isso é um terrível engano.


O Forex apresenta riscos muito maiores do que o mercado comum e tem diferenças significativas quanto ao tipo de ativo operado e a forma como as operações ocorrem. Neste texto, vamos abordar as principais características desse mercado, incluindo os riscos e os cuidados que todo investidor precisa ter. Confira!


O que é Forex?


O Forex é um tipo de mercado de câmbio voltado para negociações baseadas nas oscilações de diversas moedas. A sigla é a abreviação de foreign exchange market, que é em tradução livre significa mercado de câmbio estrangeiro. Também é comum chamá-lo apenas de FX.


Esse mercado tem um caráter especulativo, em que o investidor analisa um par de moedas e tenta prever os movimentos de uma em relação a outra. Caso esteja certo, ele vai ganhar dinheiro, mas se estiver errado, terá que arcar com os prejuízos.


O forex é o maior mercado cambial do mundo e movimenta quantias gigantescas diariamente, superando até mesmo as grandes bolsas de valores.


Mas, um fato curioso sobre o FX, é que ele funciona de forma totalmente online. Ou seja, apesar de sua popularidade ao redor do mundo e de todos os investidores que fazem suas operações todos os dias, esse mercado não possui uma sede.


Ele surgiu em 1971 e, diariamente, atrai bancos centrais, empresas, bancos comerciais e cidadãos de várias partes do globo que enxergam ali uma oportunidade de aumentar seu capital se expondo a um alto risco.


Como funciona o mercado forex?


O mercado forex funciona com a movimentação de contratos de moedas em pares. Então, você precisa comprar uma e vender a outra simultaneamente, definindo o tipo de movimento que acredita que vai acontecer.


Com um exemplo prático, fica mais fácil entender. Imagine que você está analisando moedas estrangeiras e pensa que o Euro vai subir em relação ao Dólar.


No momento escolhido, é preciso entrar na operação e esperar para ver se a movimentação esperada vai se concretizar. Assim, se o Euro realmente subir, você consegue ganhar dinheiro, mas se o contrário acontecer, sua operação irá terminar no prejuízo.


Há cerca de 40 moedas disponíveis. Vale ressaltar que o que ocorre nesse mercado são apenas relações de trocas entre ativos, ou seja, não há uma negociação de moedas físicas.


Como os ativos sofrem variações bruscas, é comum que as pessoas abram e fechem suas operações em um mesmo dia, às vezes em poucos minutos ou até mesmo segundos.


Não é possível precisar quanto um investidor pode ganhar nesse mercado, pois vai depender do tempo da operação, da oscilação nesse período e do dinheiro colocado em risco.


Além disso, é possível aumentar os lucros usando a alavancagem, em que você consegue fazer uma operação com um valor mínimo, mas como se tivesse uma quantia bem mais alta. Esse valor superior é um tipo de empréstimo feito pelas corretoras forex .


Contudo, é sempre importante destacar que o forex é um mercado de alto risco e altamente volátil. Por isso, há chances de que as operações terminem com grandes prejuízos.


Como operar nesse mercado?


Para iniciar no Forex trading , o primeiro passo é se registrar em uma corretora que dê acesso a esse mercado. Porém, não há nenhuma corretora regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que ofereça esse serviço.


Sendo assim, os brasileiros que que tem interesse em FX precisam buscar por uma corretora estrangeira. Ao se cadastrar, ele terá acesso a uma plataforma, por onde poderá analisar as moedas e fazer suas operações.


Cada empresa possui suas próprias regras e pode cobrar valores distintos de corretagem. Por isso, é importante verificar todos os detalhes antes de se arriscar nesse mercado.


Qual a diferença entre o mercado forex e o mercado de ações?


Uma das diferenças óbvias entre forex e o mercado de ações é o seu modo de operação: ao comprar ações, por exemplo na Ibovespa, você estará realizando um investimento simples, adquirindo papéis de uma empresa.


Já no FX, as operações sempre são duplas, com duas moedas envolvidas. Quanto aos lucros, os operadores de FX buscam por resultados positivos especulando a movimentação de moedas.


Já no mercado de ações, é comum comprar papéis de empresas sólidas e com um bom grau de confiança no mercado, esperando que elas forneçam juros compostos ou dividendos.


O tempo das operações também costuma ser diferente: no mercado forex elas são curtas, enquanto no mercado de ações é viável manter os papéis na carteira por meses ou até anos. Porém, o contrário também pode ser feito.


Características do mercado forex.


Agora que já conhecemos os conceitos básicos desse mercado, vamos nos aprofundar um pouco mais em suas características mais importantes.


Liquidez.


O forex é o mercado de maior liquidez do mundo. O que significa que os valores negociados todos os dias são extremamente altos. Isso também ajuda na alta volatilidade, que atrai muitos investidores.


Descentralizado.


Esse mercado é totalmente descentralizado, o que gera um maior dinamismo e permite que investidores do mundo inteiro tenham acesso ao serviço sem sair de casa.


Com um computador com internet, você consegue operar no mercado forex em quase todos os lugares do mundo.


Funcionamento ininterrupto.


O forex funciona 24 horas por dia durante 5 dias da semana. As operações começam às 22 horas de domingo e se encerram às 22 horas de sexta-feira.


Esse horário não foi escolhido aleatoriamente. Ele acompanha a abertura e fechamento de grandes bolsas ao redor do mundo, como:


Sydney (na Austrália); Tóquio (no Japão); Londres (na Inglaterra); Nova York (nos EUA).


Essa característica acaba por atrair muitos investidores brasileiros. Pois, a Bovespa encerra as operações diariamente às 17h55. Então, aquele que quer continuar no mercado depois desse horário, pode recorrer ao FX.


Riscos do mercado forex.


Nós sabemos que qualquer tipo de investimento envolve algum risco, principalmente quando se trata de renda variável. Mas, no caso do forex, os riscos são ainda maiores.


Não é autorizado no Brasil.


Sabemos que não há regulação do mercado forex em solo brasileiro, mas isso não torna as operações ilegais, então você não estará cometendo qualquer tipo de crime ao buscar uma corretora estrangeira para operar. Mas, isso também o deixa mais vulnerável e sem qualquer proteção institucional.


Assim, se ocorrer um problema, não há como pedir ajuda ao CVM ou ao Banco Central do Brasil (Bacen).


Tipo de investimento com poucas garantias de retorno.


Embora você possa perder dinheiro em qualquer investimento, o mercado FX aumenta esse risco. Pois, se trata de uma especulação sobre a variação dos preços das moedas. Assim, não há bases sólidas para fundamentar a valorização ou desvalorização do ativo.


Essa característica faz com que muitos investidores comparem esse mercado a uma “casa de apostas”.


Nem todas as informações importantes são disponibilizadas.


Como não há regulamentação, não há como exigir que todas as informações importantes, como por exemplo os riscos envolvidos, sejam disponibilizadas de forma clara.


Nesse mesmo sentido, o investidor deve ficar atento às regras tributárias do país em que for operar para evitar qualquer problema.


Também é essencial verificar as regras da corretora, como por exemplo o valor mínimo para saque.


A alavancagem é uma faca de dois gumes.


Já mencionamos que a alavancagem permite que você opere com um valor muito maior do que aquele disponível em sua conta.


Mas, lembre-se que, se fizer uma operação perdedora, seu prejuízo poderá ser potencializado.


Risco emocional.


Esse talvez seja um dos maiores riscos desse tipo de mercado. Pois, as operações no forex duram pouco tempo, o que exige que o investidor tome decisões rápidas.


A pressão na hora de fazer as análises pode gerar muito estresse, o que prejudica o desempenho.


Assim, é comum que pessoas comecem a perder dinheiro e fiquem com o emocional abalado. Depois, novas operações são feitas para recuperar o prejuízo, mas, com os nervos fora de controle, ele só tende a crescer.


Ataque de hackers.


Esse é um problema que pode ocorrer com qualquer serviço online, mas vale a pena citá-lo. Pois, como o mercado opera totalmente na internet, ele está sujeito a ataques de hackers que podem roubar informações pessoais e outros dados.


Cuidados ao se investir no mercado forex.


Se estiver pensando em investir nesse mercado, tome cuidado com as falsas promessas de enriquecimento rápido.


Embora seja proibido aliciar as pessoas para entrarem no forex, essa prática é muito comum. Assim, muitos investidores acabam sendo atraídos pensando que irão ganhar dinheiro fácil.


Então, se alguém lhe fizer esse tipo de promessa, fuja!


Além disso, há muitos golpes envolvendo o mercado forex, em que alguém se apresenta como representante de alguma empresa que opera no mercado e acaba por atrair as pessoas para esquemas de pirâmide ou simplesmente para roubar alguma quantia de maneira direta.


Para se prevenir, estude bastante antes de embarcar nesse tipo de jornada, conheça todos os riscos e entenda como começar a operar em uma corretora séria.


Embora o forex seja tentador, é preciso muita experiência, controle emocional e sorte para tirar dinheiro desse mercado.


Equipe Empiricus A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.

Preços de ação em opções binárias

Opções binárias de ação de preço - estratégias avançadas para maximizar seus lucros Negociar opções binárias envolve uma série de elemento...