Indicadores de tráfego orgânico em mídias digitais

Indicadores de tráfego orgânico em mídias digitais.


Hoje vou falar com você sobre os indicadores de tráfego orgânico nas mídias digitais que você utiliza.


Se você se posicionar naturalmente nos buscadores da web, não será necessário gastar tanto dinheiro ou esforço em publicidade para que eles o visitem.


Você pode se perguntar. Como esse progresso é medido?


Fique comigo para saber:


Primeiro, o que é tráfego orgânico nas mídias digitais. Mais tarde, explicarei como é medido. Finalmente, você verá uma lista de indicadores que irão guiá-lo.


Hoje você conhecerá uma ferramenta que está se tornando cada vez mais essencial na hora de gerenciar seu mercado-alvo.


O que é tráfego orgânico nas mídias digitais?


Tráfego orgânico (também chamado de tráfego natural ou qualificado) refere-se ao número de pessoas que chegam a um meio digital ou aplicativo móvel por sua própria seleção, usando qualquer mecanismo de pesquisa.


Entre os motores de busca mais conhecidos estão Google, Bing, Startpage, DuckDuckGo, Gibiru, Yahoo, Ecosia, Baidu, Yandex e Geko, de onde hoje 90%-95% de tráfego é levado pelo Google dependendo do país.


Nesse sentido, os usuários interessados em determinado tema recorrem à busca nesses sites da Internet por meio de palavras-chave ou frase relacionada.


Importância.


Portanto, independentemente de sua loja ser online ou física, hoje o tráfego orgânico é um recurso muito valioso que você deve aproveitar para o sucesso do seu negócio.


Uma vez que, a projeção da sua organização, da sua marca, do produto ou do serviço que presta, atingiria os nichos de mercado interessados na temática que representa, sem necessidade de medidas invasivas.


O ideal é que seus clientes procurem você, ao invés de ser você quem tem que "correr atrás de clientes". Não te parece?


Que outros tipos de canais de tráfego existem?


É importante que você aprenda a diferenciar os tipos de circulação online.


Assim, você entenderá a distinção aplicada pelo relatório de digital analytics.


Por exemplo, existe:


trafico direto.


Também conhecido como tráfego de referência direta no caso de ser proveniente de uma referência (terceiro) ou tráfego direto proveniente de alguma publicidade.


Ocorre quando o usuário acessa seu site digitando sua URL diretamente.


Ou acessando de algum outro lugar, como um e-mail ou por referência de locais externos ou online associados.


tráfego inorgânico.


Também conhecido como Ads, tráfego pago ou pesquisa paga (em inglês para se referir a pesquisa paga).


Trata-se de todo aquele tráfego que chega motivado por um anúncio ou links patrocinados.


tráfego social.


Que chega ao site a partir das diferentes redes e plataformas sociais.


Você entende a diferença?


Sendo assim, vou te ensinar como medir o tráfego orgânico para que você possa acompanhar sua dinâmica.


Como o tráfego orgânico é medido?


Se você quiser saber as métricas de tráfego orgânico relevantes e qual é a variação entre o que você espera que aconteça e o que realmente acontece, você tem duas opções.


Crie seu próprio indicador de tráfego orgânico.


Se você possui uma ferramenta analítica como o Google Analytics, ela já te fornece esse valor, porém, vale a pena conhecer através deste artigo como as ferramentas de análise chegam a esses números.


Por meio de uma expressão numérica que converte as variáveis que se deseja medir em um novo termo, estabelecendo uma relação entre elas.


Fórmula para calcular o indicador de tráfego orgânico.


Como você pode ver, é um cálculo simples onde você inclui os resultados fornecidos pela fonte de origem dos dados e estima sua proporção no período de tempo necessário.


Que pode ser diário, semanal, quinzenal, mensal, etc.


Posteriormente, você compara esse indicador com um ponto de referência para poder analisar o comportamento do tráfego orgânico em seu site e tomar decisões para aumentá-lo.


Para isso, você deve considerar aspectos como o tipo de empresa, o setor em que atua, valores históricos e suas tendências, tráfego orgânico de outras empresas do mesmo setor e demanda do mercado.


Você pode se fazer perguntas como as seguintes:


O tráfego orgânico do meu meio digital aumentou ou diminuiu em relação ao período anterior? Quanto custa o tráfego orgânico do melhor concorrente do setor comercial onde atuo? Qual é o tráfego orgânico médio no meu setor? Quanto é o tráfego orgânico do meu menor concorrente? Quantos usuários estão interessados em produtos ou serviços semelhantes aos que ofereço?


Assim, você terá referências para qualificar seu indicador como positivo ou negativo, bom ou ruim.


Agora, a segunda opção para medir o tráfego orgânico é:


Aplique uma combinação de indicadores de tráfego orgânico.


Existe uma série de índices conhecidos como SEO KPIs (siglas para Key Performance Indicators e Search Engine Optimization, em espanhol: Key Performance Indicators e Search Engine Optimization, respectivamente).


Assim, os KPIs de SEO são cálculos para avaliar o sucesso das ações e técnicas aplicadas em prol do posicionamento nos mecanismos de busca.


Entre os mais frequentes, você pode encontrar:


Número de sessões online orgânicas. Novos usuários versus usuários recorrentes na web. Tempo médio de residência. tráfego da marca. Tempo de download do site. Páginas por sessão. Taxa de rejeição ou taxa de rejeição. Porcentagem de pesquisa usando o navegador. Porcentagem de pesquisa em dispositivos móveis. Aumento na classificação do mecanismo de pesquisa. Taxa de crescimento do tráfego orgânico. Visibilidade no motor de busca. Taxa por clique, cliques orgânicos e impressões. Métricas de conversão. Aumento de leads orgânicos. Taxa de conversão de comércio eletrônico para tráfego orgânico. Fontes de tráfego no canal orgânico tráfego por dispositivos Ganhos de tráfego natural. SEO ROI (retorno do investimento), entre outros.


Você pode selecionar aqueles que fornecem informações de maior qualidade para sua empresa e, com seus resultados, construir um painel de indicadores que ajudam a interpretar seu impacto e monitorar a variação.


Observe o seguinte exemplo:


Painel de tráfego orgânico.


Observe que no painel você pode registrar todos os resultados correspondentes a cada indicador de seu interesse particular.


Da mesma forma, você pode condicionar o painel para que gere alertas de acordo com os parâmetros de seus objetivos e metas.


Posteriormente, essas informações o levarão a agrupar as “não conformidades”, facilitando a identificação das ações corretivas mais eficazes.


Conduza sua gestão aplicando um processo eficaz: planejar, executar, revisar e corrigir. Assim, sua empresa entrará no ciclo de melhoria contínua.


Verifique as análises de tráfego orgânico.


Para determinar o sucesso ou fracasso das estratégias de SEO que você está aplicando em seu site, você deve consultar os resultados de:


Google Analytics: permite analisar o canal para conhecer as páginas de destino que recebem mais tráfego orgânico. Google Search Console: reflete as consultas que motivaram a visita de seus usuários, as impressões, os cliques, o CTR e a posição média de cada página. Além disso, indica a porcentagem de tráfego da marca (visitantes espontâneos ou referidos).


Em que estágio da empresa o tráfego orgânico é medido?


Se o seu negócio está na fase inicial, é importante que você aprenda a mensurar o tráfego natural para poder projetar seus objetivos.


Agora, se você já está em pleno funcionamento e sua empresa está madura, conhecer esses resultados vai te ajudar a tomar atitudes em seus meios digitais, corrigir e otimizar o círculo de melhoria contínua.


Neste ponto eu te pergunto:


Quais métricas você enfatizaria? Quais indicadores você acha que são mais úteis?


E por último, deixo-vos 12 recomendações fundamentais:


Dicas para aumentar o tráfego orgânico nas mídias digitais:


conclusões.


Neste post você apreciou que independente de sua loja ser online ou física, o tráfego orgânico é um recurso muito valioso, que você deve promover para fortalecer a gestão do seu negócio.


Eu ensinei como medir o número de pessoas que acessam sua mídia digital usando qualquer mecanismo de pesquisa.


Você pode criar seu próprio indicador ou aplicar uma mistura de proporções.


Além disso, você aprendeu a criar um painel para você registrar e controlar as variações.


Antes de me despedir, relembro que o custo de oportunidade de não conhecer os indicadores de tráfego orgânico traduz-se no não aumento do posicionamento web e na melhoria contínua da sua empresa.


Recomendo que você também visite o post: Melhorar o KPI de tráfego orgânico nas redes sociais. Onde você vai encontrar dicas para Instagram, Facebook, YouTube e muitas outras redes.


Muito obrigado por nos ler.

Compre e venda opções binárias

Como comprar e vender opções binárias - aprenda como maximizar seus lucros! Você já imaginou construir um patrimônio sólido e seguro inves...