Iniciação científica

Iniciação científica.


Programa Institucional de Iniciação Científica - janeiro de 2023.


O Programa Institucional de Iniciação Científica conta com vagas destinadas para:


Área básica / translacional: 6 vagas; Área clínica / epidemiológica: 2 vagas.


Inscrições.


Somente poderão participar do processo seletivo:


Candidatos regularmente matriculados em instituição de Graduação reconhecida pelo Ministério da Educação; Candidatos residentes na Grande São Paulo.


As inscrições serão realizadas no período de 12 de dezembro de 2022 a 6 de janeiro de 2023 nesta página.


Para a inscrição o candidato deverá apresentar documentos de identificação, currículo cadastrado na Plataforma Lattes , comprovante de matrícula, histórico escolar, e carta de intenção.


Na carta de intenção, o candidato deverá apresentar as razões que o levaram a buscar a iniciação científica e experiências anteriores na área.


No formulário de inscrição, o candidato poderá optar pela inscrição em até 2 projetos de pesquisa.


Atenção ao preenchimento do formulário e envio da documentação, pois as inscrições que estiverem em desacordo, serão anuladas automaticamente.


Seleção.


1ª fase: A seleção será realizada com base na documentação entregue. Os seguintes critérios serão utilizados para a seleção:


Histórico de notas; Experiências anteriores; Domínio da língua inglesa; Disponibilidade de horário; Carta de intenção.


O resultado da primeira fase será divulgado em 17 de janeiro de 2023, nesta página.


2ª fase: Somente os candidatos aprovados na 1ª fase serão chamados para a entrevista online realizada no dia 26 de janeiro de 2023 em horário a ser definido. Durante a entrevista, os candidatos serão arguidos sobre:


Histórico de notas; Experiências anteriores; Domínio da língua inglesa; Disponibilidade de horário; Conhecimento sobre o tema do projeto escolhido.


O tempo de 15 minutos para cada entrevista deverá ser respeitado.


O candidato aprovado nesta fase receberá o link de acesso a sala online de entrevista. Caso não receba este e-mail até o dia 24 de janeiro de 2023, entre em contato pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone: (11) 2189-5098.


A aprovação no processo seletivo não condiciona, necessariamente, ao recebimento de bolsa de estudos.


Nome Titulo do Projeto Orientador Horário Entrevista Aline Firmiano Linfoma Difuso De Grandes Células B EBV Positivo (LDGCBEBV+) sem outras especificações: revisão retrospectiva histológica e imunofenotípica. Cristiano Claudino Oliveira 09:00 Aline Firmiano Papel de Lgr5 na biologia de sarcomas de partes moles Tiago Góss dos Santos 10:45 Aline Gabriele Etur dos Santos Linfoma Difuso De Grandes Células B EBV Positivo (LDGCBEBV+) sem outras especificações: revisão retrospectiva histológica e imunofenotípica. Cristiano Claudino Oliveira 09:30 Aline Gabriele Etur dos Santos Impacto das mutações germinativas cossegregantes TP53-R337H e XAF1-E134* em leiomiossarcoma Tiago Góss dos Santos 11:15 Ana Beatriz Santos Silva Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 16:15 Ana Luiza Alvarenga Papel de Lgr5 na biologia de sarcomas de partes moles Tiago Góss dos Santos 11:30 Ana Luiza Ribeiro Bet Classificação molecular do potencial metastático dos paragangliomas de cabeça e pescoço Glaucia Hajj 12:00 Beatriz Neves Cavalcante Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 15:00 Bruna Pereira Marquezini Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 11:30 Camila Tokumoto Guimarães Papel de Lgr5 na biologia de sarcomas de partes moles Tiago Góss dos Santos 11:00 Elise Eduarda dos Santos Brito Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 15:15 Gabriela Ferreira dos Santos Alonso Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 10:15 Giovana Roberti Neri Linfoma Difuso De Grandes Células B EBV Positivo (LDGCBEBV+) sem outras especificações: revisão retrospectiva histológica e imunofenotípica. Cristiano Claudino Oliveira 09:15 Giovana Roberti Neri Impacto das mutações germinativas cossegregantes TP53-R337H e XAF1-E134* em leiomiossarcoma Tiago Góss dos Santos 11:45 Gustavo Ramos da Silva Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan 10:00 Gustavo Ramos da Silva Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 11:15 Isabela Hatisuka de Carvalho Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan 10:15 Isabela Takatu Linfoma Difuso De Grandes Células B EBV Positivo (LDGCBEBV+) sem outras especificações: revisão retrospectiva histológica e imunofenotípica. Cristiano Claudino Oliveira 09:45 Isabella Fazzi Markiewicz Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 17:00 Ivanilso Pereira da Silva Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 15:45 Joao Victor Cabral da Silva Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 15:30 Julia Agnoletto Sampaio Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 10:00 Julia Garcez Vieira Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan 10:30 Lucas Tadeu Brancacio de Simone Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 10:45 Maria Beatriz Almeida Rondão A Calculadora Universal de Risco Cirúrgico do Colégio Americano de Cirurgiões pode ser aplicada a pacientes de centro oncológico do Brasil? Giane Nakamura 09:45 Maria Eduarda Guelfi Pinto Impacto das mutações germinativas cossegregantes TP53-R337H e XAF1-E134* em leiomiossarcoma Tiago Góss dos Santos 12:00 Milena de Lima Kanashiro Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 16:45 Pedro Henrique Machado Teixeira A Calculadora Universal de Risco Cirúrgico do Colégio Americano de Cirurgiões pode ser aplicada a pacientes de centro oncológico do Brasil? Giane Nakamura 09:30 Sandrieli Carla Uhlig Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 16:30 Tatiana Massari Tucci Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 10:30 Thalita Xavier de Souza Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 11:45 Vinícius de Sousa Barzon Serra Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan 09:30 Vinícius de Sousa Barzon Serra Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 17:15 Vitoria de Oliveira Souza Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan 09:45 Vitoria de Oliveira Souza Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj 11:00 Vitoria de Oliveira Souza Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro 16:00.


Bolsas.


Este processo seletivo dispõe de 2 bolsas concedida pelo CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, sendo destinada à área de pesquisa básica / translacional ou destinada à área clínica / epidemiológica.


Os alunos aprovados no processo seletivo serão classificados de acordo com os critérios utilizados na entrevista e os dois melhores classificados receberão a bolsa de estudos até agosto de 2023 e seis não terão bolsa. As bolsas PIBIC exigem do aluno dedicação ao projeto de, ao menos, 20 horas semanais.


A implantação da bolsa será realizada apenas se e mediante confirmação de disponibilidade da cota pela agência CNPq.


Os demais aprovados serão admitidos sem bolsa, respeitando-se o limite total de até seis vagas na área básica / translacional e duas vagas na área clínica / epidemiológica.


Cronogramas/atividades que serão desenvolvidas.


Todos os aprovados, bolsista ou não, deverão cumprir o cronograma das atividades propostas pelo Programa de Iniciação Científica que será divulgado no início do curso.


Publicação do resultado final: 31 de janeiro de 2023.


O processo de matrícula ocorrerá entre 1º e 3 de fevereiro de 2023 para todos os alunos aprovados (bolsistas ou não bolsistas), que deverão submeter os documentos abaixo por meio do link da plataforma que será disponibilizado nesta página posteriormente.


Cédula de Identidade Cópia do CPF Foto para Crachá Comprovante de matrícula da graduação.


Aprovados na modalidade com Bolsa.


O candidato aprovado com direito a bolsa de estudo, deverá encaminhar as informações bancárias de sua conta no Banco do Brasil (agência e número da conta corrente) com a abertura de protocolo na plataforma Genius até o dia 3 de fevereiro de 2023.


Caso não possua conta neste banco, envie uma mensagem para [email protected] solicitando uma declaração para abertura de conta no Banco do Brasil.


Desistências deverão ser informadas até o dia 3 de fevereiro de 2023.


Lista de aprovados.


Nome Titulo do Projeto Orientador Camila Tokumoto Guimarães Papel de Lgr5 na biologia de sarcomas de partes moles Tiago Góss dos Santos Tatiana Massari Tucci Validação funcional de variantes de significado incerto em CHEK2 Glaucia Hajj.


Nome Titulo do Projeto Orientador Aline Firmiano Linfoma Difuso De Grandes Células B EBV Positivo (LDGCBEBV+) sem outras especificações: revisão retrospectiva histológica e imunofenotípica. Cristiano Claudino Oliveira Ana Luiza Alvarenga Papel de Lgr5 na biologia de sarcomas de partes moles Tiago Góss dos Santos Ana Luiza Ribeiro Bet Classificação molecular do potencial metastático dos paragangliomas de cabeça e pescoço Claudia Malheiros Coutinho Camillo Beatriz Neves Cavalcante Análise de Perda de Heterozigose como ferramenta complementar para classificação de Variantes de Significado Desconhecido (VUS) em genes de predisposição ao câncer de mama Dirce Maria Carraro Bruna Pereira Marquezini Mecanismos somáticos e germinativos raros da síndrome de Lynch-like Giovana Tardin Torrezan Maria Beatriz Almeida Rondão A calculadora universal de risco cirúrgico do Colégio Americano de Cirurgiões pode ser aplicada a pacientes de centro oncológico do Brasil? Giane Nakamura.


Nome Aline Gabriele Etur dos Santos Ana Beatriz Santos Silva Giovana Roberti Neri Gustavo Ramos da Silva Isabela Hatisuka de Carvalho Isabela Takatu Isabella Fazzi Markiewicz Joao Victor Cabral da Silva Julia Agnoletto Sampaio Milena de Lima Kanashiro Pedro Henrique Machado Teixeira Thalita Xavier de Souza Vinícius de Sousa Barzon Serra Vitoria de Oliveira Souza.


Início do programa: 7 de fevereiro de 2023.


Neste dia haverá uma integração (plataforma TEAMS) obrigatória para os candidatos aprovados. O link de acesso e demais orientações serão enviados por e-mail.


Para mais informações, entre em contato com a Secretaria de Ensino pelo e-mail [email protected]


Lista de projetos disponíveis.


Orientador Giane Nakamura.


Área Clínica.


Resumo do projeto.


Introdução: Para os pacientes candidatos ao tratamento cirúrgico, o risco de complicações é uma das principais preocupações. Existem vários métodos utilizados para avaliar e estimar os riscos cirúrgicos. Em 2013, foi apresentado a Calculadora Universal de Risco Cirúrgico do Colégio Americano de Cirurgiões (CURCAC), que utiliza 21 variáveis e fornece, em porcentagem, um relatório de risco cirúrgico personalizado para cada paciente.


Objetivo: Analisar o desempenho da CURCAC na predição de morbi-mortalidade operatória dos pacientes submetidos à cirurgia oncológica pelos departamentos de mastologia e cirurgia abdominal do A.C.Camargo Cancer Center.


Metodologia: Será realizado um estudo retrospectivo transversal, no A.C.Camargo Cancer Center. Os dados dos pacientes serão obtidos através de revisão de prontuário eletrônico. Após a coleta, esses dados serão inseridos na calculadora universal de risco cirúrgico.


Orientador Dirce Maria Carraro.


Área Básica.


Resumo do projeto Mulheres portadoras de variantes germinativas patogênicas (GPV) nos genes BRCA1 e BRCA2, envolvidos em reparo de DNA via recombinação homóloga (HRR), juntamente com outros genes HRR tais como PALB2, ATM entre outros, têm maior risco de desenvolver câncer de mama ao longo da vida que a população em geral. Enquanto existem diretrizes disponíveis para redução efetiva do risco de câncer de mama em indivíduos com variantes germinativas patogênicas nesses genes, para as portadoras de variantes de significado clínico desconhecido (VUS), o manejo clínico é um grande dilema. Essas mulheres são confrontados com a incerteza do risco de câncer de mama e o estresse da espera de ter tomado a decisão certa ao optar (ou não) pelas intervenções redutoras de risco agressivas, como a mastectomia bilateral preventiva e/ou ooforectomia. Os efeitos tumorigênicos de GPV nos genes HRR são suportados pela inativação bialélica nos tumores concomitantes, ou seja, pela perda do alelo selvagem no tumor levando a inativação do gene. O objetivo desse projeto é avaliar o evento de perda de heterozigose nos tumores de pacientes portadoras de VUS nos genes HRR. O objetivo final é apoiar a classificação de VUS em variantes benignas ou patogênicas juntamente com outros critérios preconizados pelo Colégio Americano de Genética/Genômica Médica (ACMG). Material e Métodos. Serão selecionadas aproximadamente 20 VUSs detectadas em genes HRR de mulheres que realizaram o teste genético e que foram operadas no AC Camargo. Amostras de tumores de mama emblocadas em parafina contendo pelo menos 40% de células tumorais serão utilizadas. O DNA tumoral será extraído no Biobanco do AC Camargo. Analise de sequenciamento NGS (next generation sequencing) de amplicons será realizada a partir de DNA tumoral e DNA constitutivo (leucócito ou saliva serão) do mesmo paciente realizados. Presença de perda de heterozigose será considerada quando o frequência alélica da variante analisada seja ≥60%.


Orientador Cláudia Malheiros Coutinho Camillo.


Área Básica.


Resumo do projeto Os paragangliomas de cabeça e pescoço são tumores neuroendócrinos raros, de crescimento lento, que afetam o paragânglio jugular, vagal, timpânico, aórtico e corpo carotídeo. Apesar de benignos, apresentam altas taxas de morbidade e potencial de malignização. Podem ser esporádicos ou familiais, sendo que cerca de 30% dos casos apresentam alteração genética que predispõe a esses e outros tumores. O tratamento inclui principalmente a cirurgia, mas outras opções como radioterapia e observação ativa têm sido enfatizadas por conta das sequelas do tratamento. Informações como idade, sintomas, multifocalidade e invasão são fundamentais para a definição da conduta terapêutica. Contudo, não há marcadores biológicos conhecidos para determinar o potencial de malignização no tumor primário, sendo essa característica definida pela presença de metástase. O objetivo desse estudo é avaliação do perfil proteômico em amostras de paragangliomas benignas e malignas. Para tanto, serão selecionadas 15 amostras benignas e 15 amostras malignas. As proteínas serão extraídas dos blocos de parafina, submetidas à digestão e analisadas em espectrômetro de massas. A identificação de um perfil diferencial de proteínas nos dois grupos amostrais permitirá a determinação de marcadores do potencial metastático desses tumores, facilitando assim o delineamento terapêutico e acompanhamento dos pacientes.


Orientador: Tiago Góss dos Santos.


Área Básica.


Resumo do projeto A mutação germinativa TP53-R337H é encontrada em uma frequência de 0,1% a 0,3% na população brasileira e está associada a um risco aumentado de desenvolver um amplo espectro de malignidades infantis e adultas, especificamente tumores adrenocorticais e sarcomas. Recentemente, foi descrito que a co-segregação de uma segunda mutação sem sentido no gene XAF1 (E134*) com TP53-R337H leva a um fenótipo de câncer mais agressivo do que TP53-R337H sozinho e está altamente associado a riscos aumentados de sarcoma (OR 6,3) e tumores primários múltiplos (OR 9.6). A presença das mutações germinativas TP53-R337H e XAF1-E134* será avaliada em modelos animais Patient derived Xenografts (PDX) de 6 casos de pacientes com leiomiossarcoma (LMS) atendidos na instituição. Os dados clínicos serão levantados e comparados entre portadores de ambas as variantes, portadores de apenas uma das variantes e não portadores de ambas as variantes.


Orientador Cristiano Claudino Oliveira.


Área Clínica.


Resumo do projeto.


Introdução: A partir de 2022, a classificação da Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu o linfoma difuso de grandes células B, Epstein-Barr vírus (EBV) positivo, sem outras especificações (LDGCBEBV+) como entidade do grupo de linfomas não Hodgkin agressivos. O EBV é vírus importante na etiopatogenia de doenças linfoproliferativas, como a úlcera mucocutânea EBV associada, e de linfomas, como Hodgkin e Burkitt. No caso do LDGCBEBV+, inicialmente, a doença era entendida como mais frequente em idosos, sendo que atualmente observa-se frequência cada vez mais alta em pacientes mais jovens.


Objetivos: Detectar pacientes com diagnóstico de LDGCBEBV+ em casuística de pacientes previamente diagnosticados com LDGCB, por meio de pesquisa do EBV nos materiais parafinados arquivados. Revisar os aspectos histológicos e imunofenotípicos desses pacientes. Associar aspectos histopatológicos e imunofenotípicos com a detecção do vírus nas amostras. Comparar a pesquisa viral por técnica imunofenotípica e por técnica molecular.


Metodologia: Estudo transversal e retrospectivo com pacientes diagnosticados previamente com LDGCB no departamento de anatomia patológica do A.C.Camargo Cancer Center, entre 2000 e 2022. Revisão das lâminas histológicas buscando-se caracterização dos padrões (monomórfio, polimórfico, centroblástico, imunoblástico, anaplásico, Hodgkin-símile). Revisão das lâminas de imuno-histoquímica e seus respectivos laudos, visando classificação pelo algoritmo de Hans, CD30 e positividade para marcadores como MYC e BCL2. Pesquisa de EBV em material parafina, por técnica imuno-histoquímcia e molecular em bloco de tissue microarray reunindo amostras dos casos levantados.


Orientador Giovana Tardin Torrezan.


Área Básica.


Resumo do projeto.


A Síndrome de Lynch (SL) é uma síndrome de predisposição hereditária ao câncer causada por alterações germinativas nos genes de reparo de mal pareamento do DNA (genes MMR - MLH1, MSH2, MSH6 ou PMS2). Alguns pacientes com suspeita de SL apresentam tumores com deficiência de MMR (MMRd) na ausência de variante germinativa patogênica (VGP) detectável nos genes MMR ou de metilação somática no promotor de MLH1. Esses casos compreendem um grupo chamado de MMRd inexplicável ou síndrome de Lynch-like (SLL). Estudos recentes evidenciaram que mais da metade dos pacientes com SLL apresentam causas somáticas de MMRd (como mutações somáticas em um dos 4 genes MMR). Ainda, uma pequena parcela desses pacientes apresenta VGP complexas nos genes MMR, que não são identificadas nos testes germinativos padrão (como alterações intrônicas profundas ou inversões gênicas), e um terço permanecem com causas indefinidas. A identificação das causas de MMRd apresenta implicações clínicas para o manejo do paciente e seus familiares, e o desenvolvimento de estratégias eficientes para caracterizar os casos de SLL é necessário. Assim, o presente estudo tem como objetivos: avaliar a eficácia de sequenciamento somático dos genes MMR para detectar causas somáticas de MMRd; avaliar a eficácia de sequenciamento de RNA constitutivo para identificar alterações germinativas complexas em casos de SLL. Além dos objetivos principais do trabalho, este projeto também tem como escopo a formação técnica e científica do aluno, que terá a oportunidade de se envolver em outros projetos do grupo relacionados ao tema de tumores hereditários.


Orientador Tiago Góss dos Santos.


Área Básica.


Resumo do projeto O receptor Lgr5 tem um grande potencial como alvo terapêutico para sarcomas de partes moles, dado seu papel como modulador de células tronco tumorais. Neste projeto daremos continuidade aos achados que mostram que Lgr5 é capaz de modular a migração e a autorenovação celular em linhagens de sarcomas de partes moles. A caracterização da função desta proteína na biologia de sarcomas pode trazer avanços significativos para a terapia destes tumores.


Orientador Glaucia Hajj.


Área Básica.


Resumo do projeto O diagnóstico genético de indivíduos em risco para síndromes de predisposição hereditária ao câncer (SPHC) é realizado através do sequenciamento de genes de predisposição. Uma significativa parcela destes testes identifica variantes de significado incerto (VUS), que representam um desafio para a prática clínica e aconselhamento genético, uma vez que esse resultado não permite concluir ou excluir a presença de determinada SPHC. As VUS no gene CHEK2 são de particular relevância dado o papel desses genes no reparo de lesões no DNA e desenvolvimento tumoral. Neste projeto, iremos desenvolver ensaios funcionais e avaliar o papel de VUS em CHEK2 encontradas em pacientes pertencentes a famílias com SPHC atendidos no A.C.Camargo Cancer Center, esperando estabelecer ferramentas para aprimorar a interpretação clínica de VUS, tanto num contexto de diagnóstico clínico quanto de pesquisa translacional, resultando em diagnósticos mais precisos e com impacto no manejo dos pacientes oncológicos.


Programa Institucional de Iniciação Científica - julho de 2022.


O Programa Institucional de Iniciação Científica conta com vagas destinadas para:


Área básica / translacional: 7 vagas; Área clínica / epidemiológica: 14 vagas.


Inscrições.


Somente poderão participar do processo seletivo:


Candidatos regularmente matriculados em instituição de Graduação reconhecida pelo Ministério da Educação; Candidatos residentes na Grande São Paulo.


As inscrições serão realizadas no período de 7 a 31 de julho de 2022 nesta página.


Para a inscrição o candidato deverá apresentar documentos de identificação, currículo cadastrado na Plataforma Lattes , comprovante de matrícula, histórico escolar, e carta de intenção.


Na carta de intenção, o candidato deverá apresentar as razões que o levaram a buscar a iniciação científica e experiências anteriores na área.


No formulário de inscrição, o candidato poderá optar pela inscrição em até 2 projetos de pesquisa.


Atenção ao preenchimento do formulário e envio da documentação, pois as inscrições que estiverem em desacordo, serão anuladas automaticamente.


Seleção.


1ª fase: A seleção será realizada com base na documentação entregue. Os seguintes critérios serão utilizados para a seleção:


Histórico de notas; Experiências anteriores; Domínio da língua inglesa; Disponibilidade de horário; Carta de intenção.


O resultado da primeira fase será divulgado em 22 de agosto de 2022, nesta página.


2ª fase: Somente os candidatos aprovados na 1ª fase serão chamados para a entrevista online realizada no dia 29 de agosto de 2022 . Durante a entrevista, os candidatos serão arguidos sobre:


Histórico de notas; Experiências anteriores; Domínio da língua inglesa; Disponibilidade de horário; Conhecimento sobre o tema do projeto escolhido.


O tempo de 15 minutos para cada entrevista deverá ser respeitado.


O candidato aprovado nesta fase receberá o link de acesso a sala online de entrevista. Caso não receba este e-mail até o dia 26 de agosto de 2022, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone: (11) 2189-5098.


A aprovação no processo seletivo não condiciona, necessariamente, ao recebimento de bolsa de estudos.


Bolsas.


Este processo seletivo dispõe de 19 bolsas concedida pelo CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, sendo destinada à área de pesquisa básica / translacional ou destinada à área clínica / epidemiológica.


Os alunos aprovados no processo seletivo serão classificados de acordo com os critérios utilizados na entrevista e o melhor classificado receberá a bolsa de estudos até agosto de 2023 e sete não terão bolsa. As bolsas PIBIC exigem do aluno dedicação ao projeto de, ao menos, 20 horas semanais.


A implantação da bolsa será realizada apenas se e mediante confirmação de disponibilidade da cota pela agência CNPq.


Os demais aprovados serão admitidos sem bolsa, respeitando-se o limite total de até 2 vagas na área básica / translacional e 6 vagas na área clínica / epidemiológica.


Cronogramas/atividades que serão desenvolvidas.


Todos os aprovados, bolsista ou não, deverão cumprir o cronograma das atividades propostas pelo Programa de Iniciação Científica que será divulgado no início do curso.


Publicação do resultado final: 1º de setembro de 2022.


O processo de matrícula irá iniciar no dia 2 de setembro de 2022 para todos os alunos aprovados (bolsistas ou não bolsistas), que deverão submeter os documentos abaixo por meio do link da plataforma que será disponibilizado nesta página posteriormente.


Cédula de Identidade Cópia do CPF Foto para Crachá Comprovante de matrícula da graduação.


Aprovados na modalidade com Bolsa.


O candidato aprovado com direito a Bolsa de Estudo, deverá encaminhar as informações bancárias de sua conta no Banco do Brasil (agência e número da conta corrente) , através abertura de protocolo na plataforma Genius até o dia 5 de setembro de 2022.


Caso não possua conta neste banco, envie uma mensagem para esse mesmo e-mail solicitando uma declaração para abertura de conta no Banco do Brasil.


Em caso de desistência, sinalize por e-mail até o dia 2 de setembro de 2022.


Início do programa: 6 de setembro de 2022 às 10h.


Neste dia haverá uma integração (plataforma TEAMS) obrigatória para os candidatos aprovados. O link de acesso e demais orientações serão enviados por e-mail.


Para mais informações, entre em contato com a Secretaria de Ensino pelo e-mail [email protected]


Lista de projetos disponíveis.


Orientador: Almir Bitencourt.


Área: Clínica.


Resumo: Superexpressão do gene HER-2 (human epidermal growth factor receptor 2) e sua proteína é observada em 20-30% dos carcinomas mamários invasivos e está associada ao prognóstico e tratamento da doença. A superexpressão da proteína detectada por imunohistoquímica (IHC) ou amplificação do gene HER-2 analisada por hibridização in situ por fluorescência (FISH) são os dois principais métodos usados para detectar o status de HER-2 na prática clínica. No entanto, trabalhos recentes têm demonstrado que tumores com diferentes níveis de expressão do HER-2 apresentam diferentes características e resposta ao tratamento. A ressonância magnética (RM) é um método de imagem que permite avaliação morfológica e funcional do tumor, bem como correlação com dados histológicos e imunohistoquímicos, incluindo avaliação de heterogeneidade tumoral. O objetivo deste estudo é comparar achados da RM dos pacientes com carcinomas mamários invasivos com diferentes níveis de superexpressão de HER-2.


Orientadora: Eduardo Bertolli.


Área: Clínica.


Resumo: A perfusão isolada de membro (isolated limb perfusion - ILP) é uma modalidade de tratamento cirúrgico para pacientes com metástases em trânsito de neoplasias cutâneas ou lesões irressecáveis, cujos resultados são consistentes na literatura e está incorporada em manuais de conduta nacionais e internacionais. Entretanto, com a incorporação de imunoterapias e terapias alvo, sua indicação tem se tornado mais restrita e seu papel dentro desse novo contexto ainda é discutível. O objetivo desse trabalho é analisar as indicações e resultados da ILP, antes e após a introdução dos novos tratamentos sistêmicos, dentro de um centro de referência em Oncologia Cutânea.


Orientador: Felipe José Fernández Coimbra.


Área: Clínica.


Resumo: O Carcinoma Hepatocelular (HCC) é o principal tipo de tumor hepático primário, a 5ª malignidade mais comum, e a 3ª causa de mortes por câncer. É quase exclusivamente associado a cirrose, que está presente em mais de 90% dos casos. O HCC tem prognóstico ruim. Sem intervenção, progride gerando metástases e comprometendo a função hepática, mas quando diagnosticado e tratado precocemente, há potencial de cura. A indicação do tratamento deve considerar o estadiamento, capacidade funcional do fígado, idade e condições clínicas do paciente. O tratamento cirúrgico possui maior chance de cura, mas nem todos os pacientes podem ser submetidos a ele. Contraindicações incluem a descoberta de metástases extra-hepáticas durante o estadiamento. Opções não cirúrgicas incluem ablação por radiofrequência, TACE ou alcoolização tumoral percutânea. OBJETIVO: Avaliar os dados clínico-demográficos e as principais indicações para cada tipo de tratamento locorregional do HCC.


Orientador: Almir Bitencourt.


Área: Clínica.


Resumo: O carcinoma lobular invasivo (CLI) representa 15% dos carcinomas mamários invasivos e sua maior importância deve-se ao fato de apresentar tendência ao diagnóstico tardio. O CLI clássico se caracteriza pelo baixo grau nuclear e crescimento indolente através dos exames de imagem, geralmente na forma de lesão espiculada, assimetria focal ou distorção arquitetural aos exames de imagem. Nos últimos anos, a Ressonância Magnética (RM) provou ser um complemento útil à mamografia e ultrassonografia na detecção e manejo do CLI, com sensibilidade de aproximadamente 95%, além de demonstrar o aspecto multicêntrico e multifocal da doença, bem como na estimativa do tamanho do tumor, que tende a ser subestimada com imagem convencional. O objetivo deste estudo é avaliar as diferentes apresentações do CLI, correlacionando dados clínicos, de imagem e anatomopatológicos, permitindo maior entendimento deste subtipo especial de carcinoma mamário invasivo.


Orientador: Bruno Adler Maccagnan Pinheiro Besen.


Área: Clínica.


Resumo: O volume de fluidos recebido por pacientes cirúrgicos de alto risco é associado a desfechos clínicos a depender da estratégia utilizada. Objetivo: avaliar a associação entre o volume de fluidos intraoperatório e pós-operatório até 72 horas de internação na UTI com desfechos perioperatórios. Desenho: coorte retrospectiva de pacientes cirúrgicos oncológicos submetidos à cirurgia de grande porte para avaliar a associação entre a balanço hídrico intraoperatório e pós-operatório com desfechos pós-operatórios em até 30 dias. A associação não-linear (splines) entre o volume de fluido e o desfecho primário de dias livres de hospital em 30 dias e outros desfechos clínicos (mortalidade, incidência de lesão renal aguda, necessidade e duração do uso de vasopressores e de ventilação mecânica, complicações cirúrgicas, outros) será avaliada através de modelos de regressão generalizados lineares adequados para cada desfecho, ajustados para a gravidade geral e outras covariáveis relevantes.


Orientadora: Cláudia Malheiros Coutinho Camillo.


Área: Básica.


Resumo: Os tumores de glândulas salivares compreendem um grupo heterogêneo de lesões, apresentando diferentes características histológicas e comportamento clínico diverso. A variedade histológica apresentada por essas lesões tem sido atribuída ao componente mioepitelial das mesmas. Esses tumores são classificados em benignos e malignos e correspondem a cerca de 3% dos tumores de cabeça e pescoço. Há um espectro de lesões de glândulas salivares que apresentam composição de células mioepiteliais e padrão histológicos distintos: predominância de células mioepiteliais no mioepitelioma, adenoma pleomórfico, carcinoma mioepitelial e carcinoma ex-adenoma pleomórfico e participação parcial das células mioepiteliais no adenoma de células basais e adenocarcinoma de células basais. A desmina é um filamento intermediário músculo-específico e um dos primeiros marcadores de diferenciação muscular; tem um papel na transdução de sinal e interage com grande número de proteínas e estudos mostram que a desmina age como uma proteína supressora de tumor. A podoplanina é uma pequena glicoproteína de superfície que desempenha um papel crucial no desenvolvimento do coração, pulmões e sistema vascular linfático. É expressa em diversos tecidos normais e tem sua expressão aumentada em tumores, incluindo glioblastomas e carcinoma de células escamosas, sendo associada a um pior prognóstico. A identificação de alterações em proteínas nos tumores benignos e malignos poderá apontar novos caminhos para o entendimento das bases moleculares destas lesões, facilitando sua classificação e diagnóstico. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é a avaliação da expressão das proteínas desmina e podoplanina em células mioepiteliais em tumores benignos e malignos de glândula salivar. Para tanto, serão selecionadas 30 amostras de adenoma pleomófico, 10 amostras de mioepitelioma, 10 amostras de adenoma de células basais, 10 amostras de carcinoma ex-adenoma, 10 amostras de carcinoma mioepitelial, 10 amostras de adenocarcinoma de células basais e 10 amostras de glândulas salivares não-neoplásicas, provenientes do arquivo do Departamento de Anatomia Patológica do A.C.Camargo Cancer Center. Esse material será avaliado por imunoistoquímica para a determinação da expressão das proteínas podoplanina e desmina. A comparação entre os resultados de imunoistoquímica e as características demográficas, clínicas e patológicas será realizada por meio do teste do qui-quadrado.


Orientadora: Cláudia Malheiros Coutinho Camillo.


Área: Básica.


Resumo: O carcinoma mucoepidermoide é o tumor maligno mais comum das glândulas salivares. Metástase em linfonodo ocorre em 30 a 70% dos casos e metástase à distância ocorre em 10 a 20% dos casos, sendo considerado um indicador de pior prognóstico. Os microRNAs (miRNAs) representam uma classe de pequenos RNAs não codificantes que regulam a expressão gênica. A determinação de perfis de expressão de miRNAs pode potencialmente ser utilizada no diagnóstico, classificação e prognóstico de tumores. Estudo anterior do grupo mostrou um perfil de miRNAs diferencialmente expressos em amostras de carcinoma mucoepidermoide metastáticos (metástase linfonodal e metástase à distância), não metastáticos e em amostras de glândula salivar não neoplásicas. O objetivo do presente estudo é a confirmação da expressão diferencial dos miRNAs em amostras de carcinoma mucoepidermoide utilizando a técnica de RT-PCR em tempo real e a determinação dos RNAs mensageiros alvos desses miRNAs.


Orientador: Helano Freitas e Jefferson Gross.


Área: Clínica.


Resumo: Introdução O câncer de pulmão (CP) é uma das neoplasias de maior incidência e letalidade globalmente. Aproximadamente 60% dos pacientes com CP são diagnosticados em estágio avançado, com doença metastática. Historicamente, a sobrevida desses pacientes com CP metastático era de 2% a 4% em 5 anos. No entanto, ao longo da última década o tratamento do câncer de pulmão metastático evoluiu com o surgimento da imunoterapia e de inúmeras terapias alvo. Além disso, o tratamento da doença localmente avançada (estádio clínico III) também avançou com a incorporação da imunoterapia após o tratamento padrão com quimioterapia e radioterapia combinadas. Este estudo objetiva caracterizar o perfil clínico e os desfechos dos tratamentos realizados no AC Camargo para os pacientes com câncer de pulmão no período entre 2000 e 2022. Objetivo primário: - Comparar as características clínicas e os desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão no período 2000-2009 e 2010-2022. Objetivos secundários: - Descrever o perfil molecular e de expressão de PD-L1 - Avaliar a incidência e a sobrevida dos casos com metástase cerebral e carcinomatose meníngea - Avaliar fatores prognósticos conhecidos e correlacioná-los com os desfechos clínicos (ECOG, relação neutrófilo/linfócito, IMC, DHL) - Avaliar o percentual de pacientes submetidos a quimioterapia no último mês de vida Metodologia: Atualmente existem bases de dados com razoável volume de dados de pacientes com CP, como o registro hospitalar de câncer (RHC), o registro paulista de câncer de pulmão (casos do AC Camargo) e um banco de dados de estudos prévios. O projeto incluirá a fusão dos dados preexistentes e a consulta ao prontuário dos casos para complementação de dados clínicos indisponíveis nas bases preexistentes. Expectativa de aprendizado para o aluno: - Coleta de dados clínicos em prontuário eletrônico e nas bases de dados previamente existentes (RHC, ) e banco de dados preexistente - Data cleaning - Análise estatística dos dados - Preparação e apresentação de resumos em congressos científicos - Confecção de manuscrito para publicação em periódico científico.


Orientadora: Thais Fernanda Bartelli.


Área: Básica.


Resumo: O câncer gástrico (CG) é a quinta neoplasia mais frequente do mundo e a terceira em número de mortes. Embora estudos recentes demonstrem o papel da microbiota na ocorrência de toxicidade relacionada ao tratamento, nenhum até o momento investigou a associação da microbiota gástrica. O objetivo deste trabalho é caracterizar a microbiota gástrica (16S rRNA) e investigar sua associação com a ocorrência de efeitos colaterais relacionados ao tratamento quimioterápico. Para tanto, foram selecionados 142 indivíduos com CG que serão classificados de acordo com o CTCAE - Common Terminology Criteria for Adverse Events. Com este trabalho pretendemos compreender melhor os tipos e a frequência destes eventos adversos graves nos pacientes com CG tratados no A. C. Camargo Cancer Center e investigar a possível associação da microbiota local (gástrica) na ocorrência e/ou severidade destes eventos adversos.


Orientador: José Claudio Casali da Rocha.


Área: Clínica.


Resumo: Descrição de dois casos de neurofibroma plexiformes gigantes em tratamento com o inibidor de MEK Trametinibe, com resposta parcial. O último ponto de avaliação (2 anos de tratamento) foi atingido recentemente e os exames de imagem estão sendo levantados para controle.


Orientadora: Gisele Aparecida Fernandes.


Área: Básica.


Resumo: Um dos impactos da pandemia de COVID-19 é a sobrecarga nos sistemas de saúde incluindo os centros de tratamento de câncer. Dada à importância da transmissão do SARS-CoV-2, é necessário o monitoramento clínico e epidemiológico dos casos assintomáticos, suspeitos em profissionais da saúde e pacientes, com câncer elegíveis para tratamento. Objetivos: este projeto pretende monitorar uma coorte composta por pacientes e profissionais de saúde no A.C.Camargo Cancer Center, São Paulo-Brasil quanto a prevalência de infecção de óbitos e tendência de recuperação Métodos: identificar as características clínicas e epidemiológicas dos casos testados para a COVID-19. As variáveis serão extraídas dos prontuários médicos e dos prontuários da medicina ocupacional para aqueles que são profissionais de saúde. As analises estatísticas serão, frequência, prevalência, tendência (AAPC) e razão de chances (OR). Resultados esperados: Espera-se identificar o perfil epidemiológico e os fatores de risco associados à COVID-19 em paciente e profissionais de saúde, e demonstrar a importância do monitoramento diário dos casos identificados, assim como, a velocidade de recuperações e a mortalidade. Verificar a eficiência das atividades realizadas, no enfrentamento da pandemia em um câncer center.


Orientador: Felipe José Fernández Coimbra.


Área: Clínica.


Resumo: O câncer gástrico se encontra entre as neoplasias mais frequentes na população brasileira (terceiro tipo mais frequente entre os homens e o quinto entre as mulheres), sendo o adenocarcinoma o principal tipo. Possui como fatores de risco a infecção por H. Pylori, dieta, tabagismo, consumo de álcool e obesidade. O estadiamento atualmente segue o sistema TNM (Tumor – Node - Metastasis), sendo um dos parâmetros avaliados para a indicação do tratamento. Dentre as opções de tratamento estão: cirurgia (gastrectomia), quimioterapia e radioterapia, sendo que nos casos de doença localizada o principal tratamento é o cirúrgico. OBJETIVO: Avaliar os dados clínicos-demográficos e a influência dos estadiamentos T2 N0 e T2N1 em relação ao tratamento de escolha do câncer gástrico, destacando a referência utilizada e evidenciando os resultados observados.


Orientadora: Marina De Brot Andrade.


Área: Clínica.


Resumo: Introdução: Parâmetros anatomopatológicos tradicionais estão entre os fatores prognósticos em pacientes com câncer de mama (CM). Dentre estes, o status linfonodal axilar é um dos mais relevantes, sendo representado pela presença de metástases em linfonodos (LNs) axilares. A presença de extensão extracapsular (EEC) foi recentemente reconhecida como indicador de pior prognóstico em pacientes com CM linfonodo-positivo, uma vez que a disseminação extracapsular do depósito metastático em LN axilares está associada a aumento das taxas de recidiva locorregional e redução da sobrevida. Além disso, foi demonstrada associação da dimensão da EEC no linfonodo sentinela (LNS) com metástases nos linfonodos axilares não-sentinela. Objetivos: Examinar a presença de extensão extracapsular em linfonodos sentinela com metástases e avaliar a sua associação com a sobrevida global e sobrevida livre de doença em pacientes diagnosticados com câncer de mama linfonodo-positivo; determinar, em cada caso selecionado, a maior medida (medida perpendicular ou longitudinal e medida transversal), a maior área e o número total de focos de EEC em linfonodos sentinela metastáticos; avaliar a associação entre as medidas (perpendicular, transversal e área) da EEC em LNs metastáticos com a presença de metástases nos linfonodos axilares não-sentinela e carga tumoral axilar, bem como com dados clínicos, outros parâmetros anatomopatológicos, presença de recidiva locorregional, recidiva à distância, sobrevida global e sobrevida livre de doença. Material e Métodos: Selecionamos pacientes com diagnóstico de CM e metástase axilar submetidos a tratamento cirúrgico com biópsia de linfonodo sentinela no A.C.Camargo Cancer Center entre 2000 e 2022. Dados clínico-patológicos foram obtidos a partir dos arquivos médicos. Subsequentemente, as lâminas originais serão revistas para avaliar presença e medidas de EEC (maior medida longitudinal da EEC, perpendicular à cápsula linfonodal - PEEC; maior medida transversal da EEC, transversal à cápsula - TEEC; área do maior foco de EEC - AEEC) nos linfonodos sentinela. Análises univariada, multivariada e de sobrevida serão realizadas para avaliar a associação das medidas da EEC nos LNS com a carga tumoral axilar, parâmetros clínico-patológicos, presença de recidiva locorregional e à distância, sobrevidas global (SG) e livre de doença (SLD). Utilizaremos o ponto de corte de 2mm (4mm2 para a área de EEC) previamente descrito na literatura, bem como pontos de corte obtidos a partir dos valores das medianas de EEC encontrados na nossa amostra.


Orientador: Cassio Pellizzon.


Área: Clínica.


Resumo: A verificação da posição do paciente por meio de imagens de configuração (pré-tratamento e durante o tratamento) é crucial na radioterapia moderna, para que não haja perda de dose no alvo, nem entrega de dose excessiva em estruturas e orgãos normais não afetados pela doença. A introdução de Als com sistemas tomográficos integrados (Cone Beam CTs), permite identificar alterações anatômicas ( por perda de peso e por redução de volumes tumorais, além de outros) durante o período de tratamento que implicam na necessidade de replanejamentos cada vez mais frequentes. Assim a proposta deste estudo é a analisar a frequência e causas de replanejamentos, para que se possa implementar medidas que possam levar a sua redução.


Orientador: Eduardo Bertolli.


Área: Clínica.


Resumo: A pandemia da COVID-19 impactou em diversas modalidades dos atendimentos dos serviços de saúde. Na oncologia, em especialmente na área de tumores cutâneos onde há um grande contingente de pacientes de alto risco para a COVID-19, esse impacto pode ter sido bastante significativo. Entender a real dimensão desse efeito torna-se importante para o planejamento de ações futuras até que a doença se estabilize e não seja mais considerado o estado de pandemia.


Orientador: Antônio Paulo Nassar Junior.


Área: Clínica.


Resumo: Infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) são uma grande ameaça aos pacientes e aos sistemas de saúde. As IRAS estão associadas a maior mortalidade, maior tempo de internação e custos. IRAS causadas por microrganismos resistentes (MR) podem impor um risco adicional aos pacientes. Os pacientes com câncer representam um grupo de possível maior risco, devido à idade avançada, imunossupressão e necessidade de mais procedimentos invasivos. O objetivo primário deste estudo é comparar a mortalidade hospitalar de pacientes com câncer internados em UTI que tiveram IRAS causadas por MR, IRAS causadas por microrganismos não MR e que não tiveram IRAS. O objetivo secundário será comparar o tempo de internação hospitalar entre os três grupos de pacientes. Trata-se de um estudo de coorte, com dados coletados dos pacientes internados na UTI do AC Camargo Cancer Center no período de Outubro de 2022 a Dezembro de 2022.


Orientador: Cassio Pellizzon.


Área: Clínica.


Resumo: A verificação da posição do paciente por meio de imagens de configuração (pré-tratamento e durante o tratamento) é crucial na radioterapia moderna. À medida que a complexidade do tratamento aumenta e a tecnologia evolui, torna-se imperativa para uma aplicação de radiação segura e bem-sucedida uma reali\ação sequencial de imagens estáticas para a verificação do posicionamento diário, antes de cada sessão de radioterapia. Isso tem se tornado menos frequente com a introdução de Als com sistemas tomográficos integrados (Cone Beam CTs), mas ainda não é uma realizado na maioria dos serviços de países em desenvolvimento. Assim verificamos através de uma análise prospectiva, qual a diferença na percepção de erro de localização, bem como tempo para curva de aprendizado nesta questão.


Orientador: Genival Barbosa de Carvalho.


Área: Clínica.


Resumo: Mensurar a experiência dos usuários com serviços hospitalares tornou-se essencial para as instituições de saúde, o que é comumente realizado através da aplicação de questionários. As pesquisas de satisfação, amplamente utilizadas na área da oncologia, geralmente focam em aspectos objetivos da experiência dos pacientes. No entanto, ela envolve, ainda, os efeitos subjetivos do serviço sobre os usuários. O estudo propõe a incorporação do conceito de Bem-Estar Subjetivo (BES) para este tipo de mensuração. O BES engloba emoções positivas e negativas dos usuários, bem como a satisfação com a vida. O objetivo da pesquisa é mensurar o impacto dos serviços hospitalares de oncologia no BES de pacientes egressos da internação. Para tanto, envolve a criação de um instrumento de autorrelato (survey). Ele será aplicado, na modalidade online, em 150 pacientes que passaram pela internação do A.C. Camargo para o tratamento de câncer. Serão realizadas análises de consistência interna, análise de componentes principais e análise de regressão linear múltipla por meio do software SPSS Statistics.


Orientadora: Maria Paula Curado.


Área: Básica.


Resumo: Verificar se a sobrevida dos pacientes com hpv positivo ( p16) ou negativo esta também associada ao tabagismo e etilismo estudo retrospectivo de base hospitalar.


Orientador: Tiago Góss dos Santos.


Área: Básica.


Resumo: O Carcinoma de célula renal representa cerca de 90% de todos os tumores renais e seu tratamento consiste na nefrectomia parcial ou total, mas já no momento do diagnóstico cerca de 20 a 30% dos pacientes apresentam metástase e outros 20% sofrerão recidiva e metástase. As vesículas extracelulares (VE) estão envolvidas na metástase e, por isso, esse projeto tem como objetivo identificar biomarcadores tumorais renais associados às VEs em linhagens celulares e em modelos in vivo . Para tanto, será utilizada uma metodologia de enriquecimento de VEs de origem tumoral previamente padronizado pelo nosso grupo e que consiste do uso de beads acoplados a anticorpos contra a proteína CD63 com seletividade de identificar a proteína humana em uma mistura (meio condicionado ou plasma de modelo animal murino) contendo vesículas de camundongo. O enriquecimento da VEs tumorais permitirá a identificação por proteômica de marcadores circulantes de tumores renais.


Orientadora: Glaucia Hajj.


Área: Básica.


Resumo: O diagnóstico genético de indivíduos em risco para síndromes de predisposição hereditária ao câncer é realizado através do sequenciamento de genes de predisposição ao câncer. Uma significativa parcela dos testes genéticos apresentam resultados incertos, com a identificação de variantes de relevância clínica desconhecida. A identificação de uma variante de significado incerto (VUS) representa um desafio para a prática clínica e aconselhamento genético no contexto das Síndromes de Predisposição Hereditária ao Câncer (SPHC), uma vez que esse resultado não permite concluir ou excluir a presença de determinada SPHC, impossibilitando alterações no manejo do paciente e familiares. Estudos anteriores do grupo identificaram diversas VUS em pacientes pertencentes à famílias com síndromes de predisposição ao câncer. As VUS nos genes BRCA1 e 2 são de particular relevância dado o papel desses genes no desenvolvimento tumoral, em especial no câncer de mama. Neste projeto, iremos desenvolver ensaios funcionais e avaliar o papel de VUS em BRCA1 e 2 encontradas em pacientes pertencentes a famílias com síndrome de predisposição ao câncer atendidos no AC Camargo Cancer Center. Esperamos com esse estudo estabelecer ferramentas para aprimorar a interpretação clínica de variantes relacionadas ao câncer hereditário, tanto num contexto de diagnóstico clínico quanto de pesquisa translacional, resultando em diagnósticos mais precisos e com impacto no manejo dos pacientes oncológicos.


Alunos aprovados na primeira fase e horário das entrevistas.


Nome Titulo do Projeto Agendamento Orientador Farid Asaad Diniz Saliba Projeto - Casos de neurofibroma plexiformes gigantes em tratamento com o inibidor de MEK Trametinibe, Orientador - José Claudio Casali da Rocha 08:30 José Claudio Casali da Rocha Eduarda Ferreira Rodrigues da Cunha Projeto - Achados da Ressonância Magnética dos Carcinomas Mamários Invasivos com diferentes níveis de superexpressão de HER-2, Orientador - Almir Bitencourt 09:00 Almir Bitencourt Isabela de Aguiar Marques Projeto - Achados da Ressonância Magnética dos Carcinomas Mamários Invasivos com diferentes níveis de superexpressão de HER-2, Orientador - Almir Bitencourt 09:15 Almir Bitencourt Julianna Moura Ferreira Projeto - Apresentações do Carcinoma Lobular Invasivo da mama: correlação entre dados clínicos, de imagem e anatomopatológicos, Orientador - Almir Bitencourt 09:30 Almir Bitencourt Thais Maria Santos Bezerra Projeto - Achados da Ressonância Magnética dos Carcinomas Mamários Invasivos com diferentes níveis de superexpressão de HER-2, Orientador - Almir Bitencourt 09:45 Almir Bitencourt Jacqueline Palumbo Ribeiro Projeto - Validação funcional de variantes de significado incerto em BRCA1 e BRCA2, Orientador - Glaucia Hajj 10:00 Glaucia Hajj Anna Victoria Garbelini Ribeiro Projeto - Estudo investigativo da indicia e motivos de replanejamento com tratamento com Radioterapia e Modulação da Intensidade do Feixe em tumores da cabeça e pescoço, Orientador - Cassio Pellizzon 10:15 Glaucia Hajj Gustavo Henrique Vanin Projeto - COVID-19 Perfil Clínico e Epidemiológico de Pacientes e Trabalhadores de Saúde em um Cancer Center em São Paulo-Brasil , Orientador - Gisele Aparecida Fernandes 10:30 Gisele Aparecida Fernandes Helena Rubini Nogueira Projeto - Inter-professional Evaluation – Staff versus Resident Physicians - in the Indication of Correction of Random Errors in High Quality Radiotherapy. A Uni-Institutional experience, Orientador - Cassio Pellizzon 10:30 Glaucia Hajj Isabela Hatisuka de Carvalho Projeto - COVID-19 Perfil Clínico e Epidemiológico de Pacientes e Trabalhadores de Saúde em um Cancer Center em São Paulo-Brasil , Orientador - Gisele Aparecida Fernandes 10:45 Gisele Aparecida Fernandes Jéssica da Silva Rocha Projeto - COVID-19 Perfil Clínico e Epidemiológico de Pacientes e Trabalhadores de Saúde em um Cancer Center em São Paulo-Brasil , Orientador - Gisele Aparecida Fernandes 11:00 Gisele Aparecida Fernandes João Vitor Rodrigues Souza Projeto - COVID-19 Perfil Clínico e Epidemiológico de Pacientes e Trabalhadores de Saúde em um Cancer Center em São Paulo-Brasil , Orientador - Gisele Aparecida Fernandes 11:15 Gisele Aparecida Fernandes Eduardo César Gouveia Soares Projeto - COVID-19 Perfil Clínico e Epidemiológico de Pacientes e Trabalhadores de Saúde em um Cancer Center em São Paulo-Brasil , Orientador - Gisele Aparecida Fernandes 11:30 Gisele Aparecida Fernandes Leticia Zorzi Brondani Projeto - Diferenciação de tratamento referente aos estadiamentos T2 N0 e T2 N1 no câncer gástrico, Orientador - Felipe José Fernández Coimbra 12:30 Felipe José Fernández Coimbra Juliana Macedo dos Santos Projeto - Avaliação da expressão de microRNAs em carcinoma mucoepidermoide metastático e não metastático, Orientador - Cláudia Malheiros Coutinho Camillo 13:00 Cláudia Malheiros Coutinho Camillo Riqueli Pimentel Projeto - Análise de Dados Clínicos e Cirúrgicos em Pacientes com Carcinoma Hepatocelular (Hcc) que Realizaram Tratamento Locorregional em uma Instituição Brasileira, Orientador - Felipe José Fernández Coimbra 13:00 Felipe José Fernández Coimbra Amanda Cristina Custodio Tavares Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 13:00 Helano Freitas Ana Beatriz Finamore Horta Projeto - Estudo do impacto prognóstico da medida da extensão extracapsular em linfonodos sentinela metastáticos de pacientes com câncer de mama; associação com carga tumoral axilar, outros parâmetros clínico-patológicos e evolução da doença, Orientador - Marina De Brot Andrade 13:15 Marina De Brot Andrade Giulia da Costa Ribeiro Bertellotti Projeto - Impacto da pandemia da COVID-19 no tratamento oncológico de neoplasias cutâneas em um centro especializado, Orientador - Eduardo Bertolli 13:15 Eduardo Bertolli Juliana Shinzato Gonzaga Projeto - Avaliação da expressão das proteínas desmina e podoplanina em células mioepiteliais de neoplasias benignas e malignas da glândula salivar, Orientador - Cláudia Malheiros Coutinho Camillo 13:15 Cláudia Malheiros Coutinho Camillo Flavia Gebran Velloso Messias Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 13:15 Helano Freitas Leandra Ernst Kerche Projeto - Avaliação da expressão das proteínas desmina e podoplanina em células mioepiteliais de neoplasias benignas e malignas da glândula salivar, Orientador - Cláudia Malheiros Coutinho Camillo 13:30 Cláudia Malheiros Coutinho Camillo Luana Tambosi Barreto Projeto - Análise das indicações e resultados da perfusão isolada de membro no tratamento de tumores cutâneos na era de novos tratamentos sistêmicos, Orientador - Eduardo Bertolli 13:30 Eduardo Bertolli Nathália Meneses Neves Projeto - Estudo do impacto prognóstico da medida da extensão extracapsular em linfonodos sentinela metastáticos de pacientes com câncer de mama; associação com carga tumoral axilar, outros parâmetros clínico-patológicos e evolução da doença, Orientador - Marina De Brot Andrade 13:30 Marina De Brot Andrade Larissa Irigoyen Teixeira Barbosa Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 13:30 Helano Freitas Bruno Camillo Amaral Projeto - Impacto da pandemia da COVID-19 no tratamento oncológico de neoplasias cutâneas em um centro especializado, Orientador - Eduardo Bertolli 13:45 Eduardo Bertolli Maria Eduarda Salles Trevizani Projeto - Avaliação da expressão de microRNAs em carcinoma mucoepidermoide metastático e não metastático, Orientador - Cláudia Malheiros Coutinho Camillo 13:45 Cláudia Malheiros Coutinho Camillo Náthali Amie Makiyama Santos Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 13:45 Helano Freitas Nicole Rodrigues Cardoso Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 14:00 Helano Freitas Eduardo Galves Rodrigues Projeto - Sobrevida dos pacientes portadores de Carcinoma de Células Escamosas de Orofaringe HPV-Positivo e HPV-negativo Associados ao Tabagismo e Consumo de Bebidas Alcoólicas , Orientador - maria paula curado 14:30 Maria Paula Curado Mariana Mayume Carvalho Kadooka Projeto - Sobrevida dos pacientes portadores de Carcinoma de Células Escamosas de Orofaringe HPV-Positivo e HPV-negativo Associados ao Tabagismo e Consumo de Bebidas Alcoólicas , Orientador - maria paula curado 15:00 Maria Paula Curado Vittoria Riva Zampetti Projeto - Validação de método de separação e análise de vesículas extracelulares humanas oriundas de camundongos imunodeficientes com carcinoma de células renais, Orientador - Tiago Góss dos Santos 15:00 Tiago Góss dos Santos Laura Augusto Moreira Projeto - Infecções adquiridas na UTI em pacientes graves com câncer: Um estudo de coorte prospectiva, Orientador - Antonio Paulo Nassar Junior 15:00 Antonio Paulo Nassar Junior Larissa Alana Cherque Roccon Projeto - Infecções adquiridas na UTI em pacientes graves com câncer: Um estudo de coorte prospectiva, Orientador - Antonio Paulo Nassar Junior 15:15 Antonio Paulo Nassar Junior Isabella Cristina Monteiro da Silva Projeto - Associação entre o balanço hídrico intra e pós-operatório e desfechos de pacientes oncológicos cirúrgicos admitidos em unidade de terapia intensiva: coorte retrospectiva, Orientador - Bruno Adler Maccagnan Pinheiro Besen 16:00 Bruno Adler Maccagnan Pinheiro Besen Mariana Campelo da Silva Lima Projeto - Caracterização da microbiota gástrica e sua associação com a ocorrência de efeitos colaterais relacionados à quimioterapia em indivíduos com adenocarcinoma gástrico., Orientador - Thais Fernanda Bartelli 16:30 Thais Fernanda Bartelli Amanda Cristina Custodio Tavares Projeto 2 - Mensuração do bem-estar e da experiência do usuário; Desenvolvimento de uma survey para avaliação do bem-estar subjetivo em internação oncológica adulta, Orientador - Genival Barbosa de Carvalho 17:00 Genival Barbosa de Carvalho Flavia Gebran Velloso Messias Projeto - Mensuração do bem-estar e da experiência do usuário; Desenvolvimento de uma survey para avaliação do bem-estar subjetivo em internação oncológica adulta, Orientador - Genival Barbosa de Carvalho 17:15 Genival Barbosa de Carvalho Jaqueline Machado Barros da Silva Projeto - Mensuração do bem-estar e da experiência do usuário; Desenvolvimento de uma survey para avaliação do bem-estar subjetivo em internação oncológica adulta, Orientador - Genival Barbosa de Carvalho 17:30 Genival Barbosa de Carvalho Paula Myllena da Silva Pereira Projeto - Mensuração do bem-estar e da experiência do usuário; Desenvolvimento de uma survey para avaliação do bem-estar subjetivo em internação oncológica adulta, Orientador - Genival Barbosa de Carvalho 17:45 Genival Barbosa de Carvalho.


As alunas Amanda Cristina Custodio Tavares e Flavia Gebran Velloso Messias foram aprovadas em dois projetos diferentes.


O A.C.Camargo Cancer Center divulga aos candidatos inscritos no Processo Seletivo 2022 do Programa Institucional de Iniciação Científica do A.C.Camargo Cancer Center, a retificação do resultado da 1ª fase de seleção do Programa de Institucional de Iniciação Cientifica, conforme adiante:


Nome Título do Projeto Selecionados para entrevista on-line Bruno Camillo Amaral Projeto - Impacto da pandemia da COVID-19 no tratamento oncológico de neoplasias cutâneas em um centro especializado, Orientador - Eduardo Bertolli 13:45 Náthali Amie Makiyama Santos Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 13:45 Nicole Rodrigues Cardoso Projeto - Avaliação comparativa das características clínicas e dos desfechos de sobrevida de pacientes com câncer de pulmão tratados no A.C.Camargo entre 2000 e 2022, Orientador - Helano Freitas e Jefferson Gross 14:00.


E, para que chegue ao conhecimento de todos, é expedido o presente Edital.


São Paulo, 26 de agosto de 2022.


Aluno Orientador Anna Victoria Garbelini Ribeiro Antonio Cassio Assis Pellizzon Bruno Camillo Amaral Eduardo Bertolli Farid Asaad Diniz Saliba Jose Claudio Casali da Rocha Helena Rubini Nogueira Antonio Cassio Assis Pellizzon Isabella Cristina Monteiro da Silva Bruno Adler Maccagnan Pinheiro Besen João Vitor Rodrigues Souza Gisele Aparecida Fernandes Julianna Moura Ferreira Almir Galvao Vieira Bitencourt Larissa Alana Cherque Roccon Antonio Paulo Nassar Junior Larissa Irigoyen Teixeira Barbosa Helano Carioca Freitas Leticia Zorzi Brondani Felipe José Fernández Coimbra Luana Tambosi Barreto Eduardo Bertolli Maria Eduarda Salles Trevizani Cláudia Malheiros Coutinho Camillo Mariana Campelo da Silva Lima Thais Fernanda Bartelli Mariana Mayume Carvalho Kadooka Maria Paula Curado Nathália Meneses Neves Marina De Brot Andrade Paula Myllena da Silva Pereira Genival Barbosa de Carvalho Riqueli Pimentel Felipe José Fernández Coimbra Thais Maria Santos Bezerra Almir Galvao Vieira Bitencourt Vittoria Riva Zampetti Tiago Góss dos Santos.


Aluno Orientador Jacqueline Palumbo Ribeiro Glaucia Noeli Maroso Hajj Leandra Ernst Kerche Cláudia Malheiros Coutinho Camillo.

Padrões de opções binárias

Padrões de opções binárias - guia completo para identificar e usar padrões de negociação lucrativos A capacidade de tomar decisões é uma c...